Sexagem Fetal

Imagem de barriga de gestante com adesivos com a legenda sexagem fetal

Compartilhe este post

Antes do desenvolvimento dos métodos modernos de sexagem fetal, os pais utilizavam várias técnicas para tentar determinar o sexo do bebê. Algumas dessas técnicas incluíam:

 

  1. Observação dos sinais físicos da mãe: Alguns acreditavam que era possível determinar o sexo do bebê pela aparência da mãe durante a gravidez. Por exemplo, acredita-se que o formato da barriga, o tamanho dos seios, o brilho dos olhos e até mesmo a aparência da pele da mãe poderiam indicar o sexo do bebê.

 

  1. Teste do anel: Esse teste envolvia a amarração de um anel em um fio e pendurá-lo sobre a barriga da mãe. Se o anel girasse em círculos, era um sinal de que a mãe esperava uma menina; se balançasse para frente e para trás, era um sinal de um menino.

 

  1. Observação dos movimentos do feto: Acredita-se que o movimento do feto na barriga da mãe poderia indicar o seu sexo. Por exemplo, se o bebê se movimentasse mais para o lado esquerdo da barriga da mãe, era um sinal de que seria uma menina; se se movimentasse mais para o lado direito, seria um menino.

 

A ciência evoluiu e as maneiras de descobrir o sexo do bebê também, em exames como ultrassom e a sexagem fetal que falaremos a seguir.

 

O ultrassom pode ser realizado em qualquer momento durante a gravidez, geralmente a partir da 12ª semana de gestação. Ele é baseado na visualização do feto em tempo real, permitindo que o médico identifique as características físicas que indicam o sexo do bebê. A precisão do ultrassom na determinação do sexo fetal é bastante alta, chegando a cerca de 95%.

 

Já a sexagem fetal é um teste de DNA que pode ser realizado a partir da oitava semana de gestação, utilizando uma amostra de sangue da mãe. Esse teste é mais preciso do que o ultrassom na determinação do sexo fetal, com uma taxa de precisão de quase 100%.

 

O exame de sexagem fetal é realizado a partir da análise do DNA fetal presente no sangue da mãe. Durante a gravidez, pequenas quantidades de DNA fetal circulam no sangue da mãe, e essas amostras podem ser coletadas para análise. A partir daí, é possível identificar o sexo do feto com uma alta precisão.

 

A sexagem fetal é um teste de DNA que utiliza a análise dos cromossomos do feto para determinar o seu sexo. Normalmente, os seres humanos têm 46 cromossomos, sendo 23 de origem materna e 23 de origem paterna. Os cromossomos são estruturas em forma de “X” que contêm o material genético do indivíduo, incluindo os genes que determinam características físicas e comportamentais.

 

O cromossomo Y é o cromossomo que determina o sexo masculino. Os fetos masculinos têm um cromossomo Y e um cromossomo X, enquanto os fetos femininos têm dois cromossomos X. A sexagem fetal é baseada na identificação do cromossomo Y no sangue da mãe ou em amostras de líquido amniótico coletadas durante a gravidez.

 

A sexagem fetal em Anápolis é precisa e confiável e pode ser usado para detectar outras anomalias cromossômicas, como a síndrome de Down, a síndrome de Turner e a síndrome de Klinefelter.

 

Em resumo, a sexagem fetal é um teste de DNA que se baseia na análise dos cromossomos do feto, em particular a identificação do cromossomo Y, para determinar o sexo fetal.

 

A sexagem fetal é um exame importante para casais que desejam conhecer o sexo do bebê antes do nascimento, e pode ajudar a planejar o enxoval e o quarto do bebê, além de permitir que os pais escolham um nome para a criança com antecedência.

 

A sexagem fetal pode ser realizada a partir da 8ª semana de gestação, porém, a partir da 10ª semana, a taxa de acerto aumenta significativamente. Isso porque, a partir dessa fase, a quantidade de DNA fetal no sangue da mãe é maior, tornando mais fácil a detecção do sexo do bebê. Para realizar a sexagem fetal em Anápolis, conte conosco, temos uma unidade do Laboratório Diagnóstico dentro da Clínica Yasmim, que é responsável por realizar os mais diversos tipos de exames laboratoriais

 

É importante lembrar que a sexagem fetal só pode ser realizada com a prescrição e orientação de um médico, que irá avaliar o histórico médico da gestante e decidir qual o melhor momento para realizar o exame.

a imagem mostra uma jovem médica avaliando a capacidade cognitiva d eum snehor com Alzheimer
Blog

Alzheimer

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa progressiva que afeta o cérebro, causando deterioração gradual das funções cognitivas, memória, pensamento e comportamento. É a forma mais