Setembro Amarelo – Clínica Yasmim

campanha setembro amarelo com duas pessoas se abraçando

Compartilhe este post

A história da campanha Setembro Amarelo tem início na década de 90 nos Estados Unidos, quando o jovem Mike Emme cometeu suicídio, mais especificamente em setembro de 1994. O amarelo remete ao Mustang 1968 de Mike, que foi restaurado pelo jovem e pintado de amarelo. Durante seu funeral, os pais de Mike distribuíram pequenas fitas amarelas acompanhadas de frases motivacionais para que pudessem, de alguma forma, ajudar quem quer que estivesse pensando em atentar contra a própria vida. No ano de 2015 o Brasil adotou a campanha que já é popular pelo país, ainda sim, há muito a ser discutido acerca de problemas psicológicos, principalmente a depressão não só durante o setembro amarelo.

 

Saúde não se limita apenas ao físico, segundo a OMS, saúde é o pleno bem-estar físico, mental e social. No mês de setembro muito se fala sobre a saúde mental, já que o mês é destinado para conscientizar as pessoas em relação a prevenção contra o suicídio. No ano de 2022 a campanha tem como tema “A Vida é a Melhor Escolha”. Mesmo com informações disponíveis sobre a depressão, bipolaridade e outros problemas psicológicos, ainda há muita resistência em se falar sobre o assunto que, por muitas vezes, é tratado como “frescura” ou até mesmo “falta de Deus”. Uma em cada cinco pessoas sofre com os efeitos da depressão ao redor do mundo, totalizando mais de 320 milhões de pessoas que convivem com o transtorno, sendo que mais de 700 mil atentam contra a própria vida anualmente, a maioria tem entre 15 e 29 anos de idade.

 

Diversos estudos já demonstraram que a depressão se trata de alterações químicas no cérebro. Atualmente existem mais de 30 tipos de medicamentos disponíveis para auxiliar no tratamento da doença, acompanhados de tratamento psicológico especializado.

 

Reconheça os sintomas:

  • Alterações no humor, tendo picos de alegria ou de solidão profunda, irritabilidade e ansiedade.
  • Desânimo, falta de vontade e indisposição.
  • Não enxerga “graça” na vida, pessimismo, constante sentimento de desesperança.
  • Medo constante, crises de pânico, tristeza, mesmo que não haja nenhum motivo aparente.
  • Falta de concentração e dificuldade de realizar tarefas rotineiras.
  • Falta ou excesso de sono.
  • Humor deprimido, quadro esse que pode persistir por dias ou até mesmo semanas
  • Perda ou aumento de peso.
  • Crises frequentes de choro sem motivos.
  • Perda ou aumento de apetite.
  • Baixa autoestima.
  • Alteração da libido.
  • Pensamentos suicidas.
  • Sentimento de culpa ou de inutilidade, não sentir que sua existência faz a diferença.

 

Muitas vezes a depressão pode implicar em problemas físicos como falta de ar, devidos a crises de ansiedade e pânico. Mulheres, que estão entrando no período da menopausa são mais suscetíveis a desenvolverem quadros de depressão, cerca de 70% apresentará o quadro durante essa fase.

De acordo com o portal de notícias G1, pesquisas realizadas no Brasil revelaram que a média diária de suicídios no país é de 38.

Pesquisas feitas recentemente revelaram que mais de 10% da população disse ter depressão aos pesquisadores do IBGE, a incidência é maior entre as mulheres, mais de 14%. Entre os homens, o índice chega a quase 8%. Apesar de mulheres serem mais suscetíveis a desenvolver a depressão, homens são a maioria nos índices de suicídio.

O número do CVV (Centro de Valorização da Vida) é 188 e está disponível para qualquer telefone. O número é o mesmo para todos os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal, a ligação é gratuita, o CVV é composto por pessoas qualificadas para ouvir quem está em aflição.

 

Como ajudar alguém que está passando pela depressão?

Antes de tudo, é preciso compreender que a pessoa deprimida não está assim por vontade própria e não deixar para fazer isso somente durante o Setembro Amarelo. A depressão não é uma escolha, é uma doença, por isso de nada vai adiantar dirigir-se à pessoa deprimida com frases do tipo “isso é frescura”,” se anime” ou “fique alegre”. O melhor a ser feito para ajudar alguém que está deprimido é mostrar-se disponível, pronto para escutá-lo, apoiá-lo e dar carinho, oferecer aconchego e orientar a pessoa a se consultar com um profissional.

 

Caso você ou alguém que você conheça necessite de acompanhamento psicológico, conte com a Clínica Yasmim, agende sua consulta pelo WhatsApp (62) 98149-3646 ou pelo telefone (62) 3311-1415, se preferir. Não se esqueça, você não está sozinho.

Setembro Amarelo 2022 – A vida é a melhor escolha!

a imagem mostra uma ilustração do útero, trompas e ovários, abaixo está escrito "endometriose"
Blog

Endometriose

A endometriose é uma condição em que o tecido semelhante ao revestimento interno do útero, chamado endométrio, cresce fora do útero. Essas áreas de crescimento