Doença de Kawasaki

imagem de criança branca, sem camisa, com o texto Doença de Kawasaki escrita acima

Compartilhe este post

A doença de Kawasaki é uma doença inflamatória aguda que afeta principalmente crianças. É uma doença rara, mas grave, que pode causar danos a longo prazo nos vasos sanguíneos e no coração.

 

Quando a doença surgiu?

A doença de Kawasaki foi descrita pela primeira vez em 1967 pelo Dr. Tomisaku Kawasaki, um pediatra japonês. Ele observou que algumas crianças com febre alta e outros sintomas graves estavam desenvolvendo danos aos vasos sanguíneos e ao coração, e descreveu essa condição como uma doença inflamatória aguda. Posteriormente a doença foi nomeada em homenagem ao Dr. Tomisaku.

 

Desde então, a doença de Kawasaki tem sido reconhecida como uma doença rara, mas grave, que afeta principalmente crianças. É mais comum em crianças com menos de cinco anos de idade, mas pode ocorrer em qualquer idade. Ela é predominante em países asiáticos, mas também pode ocorrer em outros lugares ao redor do mundo. A doença de Kawasaki é tratável e a maioria das crianças recupera-se completamente com o tratamento adequado, mas algumas crianças podem ter complicações graves, como insuficiência cardíaca e aneurismas coronarianos.

 

Quais são os sintomas da doença?

Os sintomas incluem febre alta que dura mais de cinco dias, inflamação nos olhos, vermelhidão e inchaço da boca e língua, erupção cutânea, inchaço das mãos e pés e dor abdominal. Em alguns casos, a doença de Kawasaki também pode causar inchaço nas articulações e dificuldade para respirar.

 

A causa exata da condição ainda é desconhecida, mas acredita-se que seja causada por uma resposta imune anormal do corpo. Ela pode ser tratada com medicamentos para reduzir a inflamação e para prevenir o dano ao coração. O tratamento precoce é importante para minimizar o risco de complicações graves, como insuficiência cardíaca e aneurismas coronarianos.

 

Quantas crianças sofrem com a Doença de Kawasaki ao redor do mundo?

A prevalência exata da doença de Kawasaki é difícil de determinar, pois muitas vezes é confundida com outras doenças inflamatórias agudas, como a síndrome de choque tóxico e a síndrome de SARS-CoV-2. No entanto, estima-se que a doença de Kawasaki afeta cerca de 20 a 25 crianças por 100.000 crianças com menos de cinco anos de idade em países asiáticos, e cerca de 5 a 10 crianças por 100.000 crianças com menos de cinco anos de idade em países fora da Ásia.

 

Como seu diagnóstico é realizado?

A chave para o tratamento bem-sucedido da doença de Kawasaki é o diagnóstico precoce e o tratamento imediato, para minimizar o risco de complicações graves.

 

O diagnóstico da condição baseia-se na presença de sintomas típicos, como febre alta que dura mais de cinco dias, inflamação nos olhos, vermelhidão e inchaço da boca e língua, erupção cutânea, inchaço das mãos e pés e dor abdominal. O médico também pode verificar a presença de outros sinais e sintomas, como inchaço nas articulações e dificuldade para respirar.

 

Para confirmar o diagnóstico, o médico geralmente solicita exames de sangue e de imagem, como radiografias do tórax e ultrassons do coração. Os exames de sangue podem mostrar evidências de inflamação no corpo, enquanto os exames de imagem podem revelar alterações no coração e nos vasos sanguíneos, que são características da doença de Kawasaki.

 

Em alguns casos, a doença de Kawasaki pode causar complicações graves, como insuficiência cardíaca e aneurismas coronarianos. No entanto, essas complicações são raras e geralmente podem ser tratadas com sucesso. A chave para o tratamento bem-sucedido da doença de Kawasaki é o diagnóstico precoce e o tratamento imediato, para minimizar o risco de complicações graves.

 

A Doença de Kawasaki tem cura?

Apesar de se tratar de uma doença rara, ela é grave, já que afeta principalmente crianças. No entanto, a doença de Kawasaki é tratável e a maioria das crianças recupera-se completamente com o tratamento adequado.

 

Qual é o tratamento da Doença de Kawasaki?

 

O tratamento envolve o uso de medicamentos para reduzir a inflamação e para prevenir o dano ao coração. Os medicamentos mais comumente utilizados são o ácido acetilsalicílico e a imunoglobulina intravenosa.

 

O ácido acetilsalicílico é um medicamento anti-inflamatório que pode ajudar a reduzir a inflamação nos vasos sanguíneos e a prevenir o dano ao coração. A imunoglobulina intravenosa é uma proteína produzida pelo sistema imunológico que pode ajudar a suprimir a resposta imune anormal que está causando a doença de Kawasaki.

 

Além disso, o médico pode recomendar o uso de medicamentos para controlar a febre e aliviar outros sintomas, como dor abdominal e dificuldade para respirar. É importante que as crianças com doença de Kawasaki sejam hospitalizadas para que possam receber o tratamento adequado e ser observadas de perto.

 

Em alguns casos, a doença pode causar complicações graves, como insuficiência cardíaca e aneurismas coronarianos. No entanto, essas complicações são raras e geralmente podem ser tratadas com sucesso. O diagnóstico precoce é a chave para o tratamento de qualquer doença, visto que possibilitará o tratamento imediato, para minimizar o risco de complicações graves.

a imagem mostra uma jovem médica avaliando a capacidade cognitiva d eum snehor com Alzheimer
Blog

Alzheimer

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa progressiva que afeta o cérebro, causando deterioração gradual das funções cognitivas, memória, pensamento e comportamento. É a forma mais